segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Ao Fim

Quantas estações já se passaram
Desde que o seu olhar desviou do meu
Quantas cartas amarelaram
Desde que a gente se perdeu
Momentos marcados
Em fotos já não tão vistas
Sonhos se escondendo pela casa.. .
Palavras que esqueceram de ser ditas

Vão-se os anéis e ficam os dedos
Diz o ditado,mas não escondo,
Eu tenho medo
Tantos sinais,não percebemos
Vão-se as pessoas
Mas as lembranças não esquecemos


A chuva,a curva,
O meu quarto,o retrato...
Tudo me faz recordar
O meu mundo,o seu mundo
Agora distantes
Se foi bom não tinha
Que acabar...


(Luana R. Martins)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Mais um caso de descaso

Tem sido difícil manter-me atualizado com vocês ultimamente, por isso peço desculpas. Impressionante a quantidade de coisas que vem acontecendo nesse finalzinho de ano. Tempo para postar, a gente sempre dá um jeito de conseguir. O problema é ter conteúdo legal pra trazer. Nem sempre a mente tá funcionando linearmente, o foco está sempre dividido entre diversas tarefas, o que tira um pouco da criatividade, que por consequência, faz com que as postagens fiquem cada vez menos frequentes. Mas, sempre na medida do possível, aqui estou eu escrevendo para compartilhar alguma experiência, alguma idéia, algum pensamento, algo que leve a uma reflexão.

Vou falar então um pouquinho sobre política. Mais um escândalo no nosso país. Um monte de gente no Planalto Central anda escondendo dinheiro na cueca, na meia, e mais onde puder e couber grana. É mais um capítulo do outrora esquecido mensalão. Honestamente, não sejamos hipócritas, esse tipo de coisa sempre aconteceu, e acontece diariamente no meio político. Só que de vez em quando, precisam de alguns bobos para pagarem o pato. Agora o governo vem, e diz que a corrupção nunca foi tão combatida na história do Brasil. Mera ilusão, não comprem essa idéia totalmente sem sentido.

Mudando agora um pouco de assunto, a ética está sendo discutida ultimamente também no campo esportivo. Com o Campeonato Brasileiro chegando na última rodada, o Internacional de Porto Alegre depende do seu maior rival para conquistar o título. É só o Grêmio aprontar pra cima do Flamengo no Maracanã lotado. O meia Souza deu algumas declarações fortes, que gerou muita polêmica. Porque estou falando disso? O esporte pode ser visto como um reflexo da sociedade. É fato que o futebol é o ócio e a alegria de um povo bastante sofrido. Se tivermos exemplos de falta de ética, seriedade, comprometimento no esporte, que exemplo estaremos dando para as pessoas? Eu acho que é melhor os times entrarem em campo no domingo com sede de vitória. Se perder, paciência. Mas que percam dando o melhor de si, com dignidade, sem fazer corpo mole e sem dar mau exemplo pro povo brasileiro.

E como já dizia o poeta: "O resto é resto...."

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

No escurinho do cinema....

O dia hoje foi extremamente cansativo. Experimentem andar na Penha, e logo em seguida partir para o calçadão de Caxias, debaixo de um calor de 40 graus. Chega uma certa hora em que a mente não raciocina mais, o corpo se guia sozinho na multidão, tentando desviar de quem passa pelo caminho. O risco de ter uma ensolação é altíssimo. A desidratação é constante. Aqui embaixo, a sensação de calor é de pelo menos uns 70 graus. Que bom que já estou em casa.
O fim de semana será muito bom, posso ver isso no horizonte. Serão dois ótimos dias, que podem se tornar maravilhosos. Ao mesmo tempo que estou cansado, estou empolgado. Talvez mais cansado, mas nada que uma boa noite de sono não cure. Portanto, fiquem agora com o filme dessa semana.

- Operação Valquíria (Valkyrie)

Galera, realmente estou muitíssimo cansado, e por consideração a vocês, venho aqui ao blog compartilhar a experiência de um grande filme. Colocarei aqui uma breve descrição que peguei na internet, mas tenham a certeza, que esse é um ótimo filme, do qual não se arrependerão de assistir. Boa diversão a todos!!!!
Tom Cruise nos brinda com uma das melhores atuações de sua carreira neste movimentado e tenso filme do diretor de "Os Suspeitos" e de "X-Men: O Filme". Baseado na inacreditável história real do Coronel Claus von Stauffenberg (Cruise) e do engenhoso plano arquitetado para matar Adolph Hitler, este interessante suspense recria a ousada operação cujo objetivo era eliminar um dos mais cruéis tiranos que o mundo já conheceu. Co-estrelado por Kenneth Branagh, Bill Nighy, Tom Wilkinson, Terence Stamp e Eddie Izzard, Operação Valquíria é uma montagem esmerada e realística envolta em um suspense impactante do início ao fim!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Meu Brasil Brasileiro

Não me levem a mal, eu quero escrever, mas parece que ultimamente os assuntos tem se esgotado com singular facilidade. Tudo que acontece é uma eterna repetição de fatos aos quais estamos acostumados diariamente, pelo menos na cidade grande. Nada foge da normalidade. Violência e caos urbano já são tão parte do cotidiano, que não rende mais assunto. Todo dia as notícias são exatamente as mesmas, o que muda são os envolvidos e a parte da cidade onde ocorreu o fato.
Mudando um pouco de assunto, ontem eu assistia o Sportv Repórter. Foi feita uma cobertura sobre a final da Série D do Campeonato Brasileiro, que foi disputada entre o Macaé (RJ) e o São Raimundo (PA). Durante a reportagem, foi mostrada a dificuldade dos jogadores e dos clubes de menor expressão. Como é a vida desses atletas, desses clubes que não estão diante dos holofotes, que sofrem bastante para se manter em pé. O jogo decisivo foi realizado no Colosso dos Tapajós, no Pará. Como é diferente esse nosso Brasil. Quando eu assistia a reportagem da vida na cidade do interior, a festa pelo jogo que se aproximava, a euforia que tomava conta das pessoas, fiquei impressionado em ver um país totalmente diferente do qual estou acostumado. Engraçado como existem diversos "Brasis" dentro de um só.
A variedade é uma marca do nosso povo. Pouquíssimos países no mundo tem o que o Brasil tem. Uma mistura de raças, crenças, que configuram o Brasil de forma diferente a cada quilômetro que se anda. Impressionante a diferença que separa o Rio de Janeiro do Pará. Possuímos uma riqueza da qual muitas vezes não nos damos conta. Tendemos a achar que nosso país se resume ao Sul e Sudeste, por vezes até mesmo somente pela tríade Rio de Janeiro - São Paulo - Minas Gerais. Existe muito mais nesse mundo do que nossos olhos alcançam....
O que eu quero dizer com isso? Sei lá, acho que cada um que ler esse pequeno texto pode pensar em alguma coisa, da mesma forma que minha mente viajou enquanto eu assistia a reportagem. A mente é livre, é somente questão de colocarmos ela para funcionar....

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Hora do poema

"De noite quero descansar
Deitar no silêncio e ouvir
O que meus pensamentos mais obscuros
Pensam de mim
Enquanto a chuva cai
O vento forte me faz esquecer
As memórias ruins
Que eu insisto em tentar reconstruir

É mais uma noite pra chorar
Sem precisar de um porquê
É um momento que sempre
Será só seu
Mesmo no dia em que tenha
Que dividir suas palavras
Com algum desconhecido

Está mais calmo agora
Tudo sempre acabará
Enquanto amanhecer
A vontade de se entregar
Adormece"


Como vocês já devem imaginar, poema mais uma vez lá da comunidade do Orkut, "Silent Hill - O paraíso é aqui"

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

No escurinho do cinema....

Chega mais um feriado, e com ele muito calor. Hoje é dia de Zumbi, que na língua dos "geeks", somente é conhecido como um ser que morreu, e voltou a vida. Portanto, preparem-se para a volta dos mortos-vivos!!!! Porém, acalmem-se que não postarei um filme de terror.

Estou fazendo esse post agora, mais exatamente as 02:10 da manhã pelo meu relógio, porque não sei se terei tempo para fazer isso durante esse fim de semana. Se meus dias durante a semana tem sido muito previsíveis, o mesmo não posso dizer sobre os sábados e os domingos (incluam-se feriados também). Qualquer coisa pode acontecer. A imprevisibilidade é fato concreto. Pode até mesmo cair um meteoro na Terra!!!!

Falando em quedas de meteoros, apesar dos meus dias durante a semana estarem sendo previsíveis, na segunda-feira parti pro cinema para assistir o tão falado filme "2012". Portanto, hoje não recomendarei que você fique no conforto do seu lar. Vá ao cinema mais próximo, compre pipoca, refrigerante, porque você não irá se arrepender. Eu garanto!!!!

PS: Não seja pão-duro e faça um lanche depois do filme, aproveite para passear pelo shopping e usar um pouquinho do ar-condicionado, visto o calor que está fazendo, pelo menos aqui no Rio de Janeiro.

Sem mais delongas, vamos ao filme.

- 2012

Roland Emmerich é o rei do desastre. Tudo começou com "Independence Day", quando o diretor mandou alienígenas destruírem a Terra. Depois, ele atacou com "O Dia Depois de Amanhã", que teve uma abordagem um pouco mais real, onde o aquecimento global faz o hemisfério norte do Planeta viver uma nova era do gelo. Agora, é a hora de "2012", filme baseado na previsão dos Maias de que o mundo acabaria no dia 21/12/2012. Essa é de longe, a maior viagem de Emmerich.
Honestamente, assim como todos os filmes de Roland Emmerich, esse também é ótimo. Com os avanços tecnológicos, a destruição fica muito mais real e imersiva. Dessa vez, a Casa Branca foi destruída com bastante estilo, e não somente com um raio verde como em "Independence Day". Um porta-aviões varreu tudo pra longe, uma cena impressionante! Mais impressionante ainda foi ver o Havaí transformado em Mordor (para quem não sabe, Mordor é o local onde as forças do mal se concentram em O Senhor dos Anéis). Tudo que se via eram vulcões ativos, a lava descendo, como se fosse na Idade Média. Mas, não vou contar muito pra não estragar a surpresa.
Como eu disse, o filme é ótimo. É uma diversão, o famoso filme pipoca, marcado por muita aventura, cenas expressivas, um visual impressionantes, efeitos de primeira linha, tudo baseado em uma história, uma lenda. Se Emmerich é o rei do desastre, também é o rei dos elencos estrelados. Muita gente boa trabalha em "2012", dando um aspecto ainda mais legal ao filme. São 2 horas e meia de um filme que pode chocar você, e ao mesmo tempo, fazer você dar risadas, de tanta loucura que acontece. Tudo isso somado, fazem de "2012" um blockbuster, um enorme sucesso de bilheteria, e mais um desastre humano que só ficou nas telas de cinema.

PS: Se você assistiu, ou vai assistir o filme, e encontra-se temeroso sobre o fato do fim do mundo, não se desespere. Pesquisem no Google a verdadeira história sobre a previsão dos Maias, e verá que tudo não passa de um mal entendido. =)

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Unhas e dentes...Alma e coração.

Já diz a canção:”seus olhos e seus olhares,milhares de tentações.Meninas são tão mulheres,seus truques e confusões...”
Não há nesse planeta um ser mais intenso,mais misterioso,e mais instigante do que a mulher.Os homens reclamam mas não sabem viver sem.Pra início de conversa,nasceram de uma mulher e isso já diz tudo.
Podemos ser tão doces quanto amargas.Tão lindas quanto cruéis.Tão valentes quanto frágeis.E é aí que mora a nossa graça.Conosco não há monotonia,por que nós temos fases.Somos várias mulheres em uma só,e somos os únicos seres a conseguir realizar várias coisas ao mesmo tempo.
Num mesmo dia somos mulheres,mães,profissionais,esposas, e tudo isso com muito charme e elegância.Alguém se atreve a duvidar da nossa capacidade?Impossível!Pois temos a força de um guerreiro,e a delicadeza de uma flor.E juntos,os extremos,sempre são fortes.Somos o alicerce e o telhado.Fazemos parte do mais belo ciclo: a vida nos é concedida e mais tarde nós a concedemos.Se possuímos esse dom ,me desculpem homens...porém,não é em vão.
Deus uniu em um só ser a beleza,a sensualidade,o mistério,a inteligência,a força,a coragem,a paciência,a serenidade, a intensidade...enfim...
Talvez por isso nós sejamos insuportavelmente cativantes.

(Luana R. Martins)


Mistério
Unica
Luz
Heroica
Especial
Romântica

Abaixo,segue uma canção que na minha opinião,decifra os caminhos para o coração de uma MULHER!

Luz e mistério


(Composição: Beto Guedes / Caetano Veloso )

Oh! Meu grande bem
Pudesse eu ver a estrada
Pudesse eu ter
A rota certa que levasse até
Dentro de ti

Oh! meu grande bem
Só vejo pistas falsas
É sempre assim
Cada picada aberta me tem mais
Fechado em mim



És um luar
Ao mesmo tempo luz e mistério
Como encontrar
A chave desse teu riso sério
Doçura de luz
Amargo e sombra escura
Procuro em vão
Banhar-me em ti
E poder decifrar teu coração


És um luar
Ao mesmo tempo luz e mistério
Como encontrar
A chave desse teu riso sério


Oh grande mistério, meu bem, doce luz
Abrir as portas desse império teu
E ser feliz






terça-feira, 17 de novembro de 2009

Moonwalk

Ontem eu não postei, devido ao fato de ter ido ao cinema assistir o filme "2012". É literalmente uma catástrofe. Porém, sexta-feira falarei mais sobre esse lançamento.

Vocês sabem o que é o Moonwalk? A maioria talvez saiba, que esse é o nome dado por Michael Jackson para o passo em que ele se move para trás, como se estivesse andando ou dançando na superfície lunar. E o que tem a ver o Moonwalk com esse post?
Recentemente, a NASA descobriu fontes de água na lua. Ou seja, o homem já possui tal tecnologia pra chegar até nosso satélite natural que ilumina todas as nossas noites. Creio que, muito em breve, teremos mais alguma nave Apolo viajando para lá em busca de tal recurso tão importante e imprescindível para a vida humana. Em outras palavras, o homem vai fazer seu próprio "Moonwalk", vai andar na lua em busca de água.
Quando eu vi essa notícia, por um instante tive medo. Se nós já destruímos o planeta onde vivemos, já imaginou o que podemos fazer com a lua? O que seria da Terra sem seu satélite natural?
Outro dia eu dizia que fazia tempo que não olhava para o céu a noite.... E acho que agora é a hora de aproveitar, já que o céu poderá nunca mais ser o mesmo....
O céu a noite é tão bonito. Nas cidades grandes fica difícil de enxergar tal beleza. Mas existem pontos no nosso planeta onde as estrelas e a lua brilham com tal intensidade, de uma forma muito bela e única. A paisagem da Terra é cada vez mais destruída, então, por favor, não façamos a besteira de acabar com uma das melhores visões que temos do nosso planeta, que se inicia todos os dias, assim que o sol resolve se recolher para descansar....

sábado, 14 de novembro de 2009

Aonde você foi parar dentro de você mesmo?

Quantas vezes você quis chorar mas teve vergonha? Quantas vezes quis gargalhar,mas achou que o local não era apropriado?
Quantas vezes quis se divertir,se sujar,mas achou que tal postura não seria adequada?
Quantas vezes quis falar,mas preferiu deixar o orgulho falar mais alto?
Quantas vezes quis ouvir,mas julgou não ter muito tempo?
Passamos a maior parte da nossa vida nos tolhendo,não nos permitindo.Preferimos camuflar sentimentos,esconder emoções, e ainda nos titulamos adultos maduros.Entretanto,será que maturidade é ser cruel consigo mesmo?Ser adulto e ser um tanto falso,um tanto frio, e muito tenso?É vestir uma armadura e viver com a espada na mão?
Parece que quando crescemos,sofremos um choque tão forte, que acabamos por esquecer o que de mais importante aprendemos na infância: fale baixinho,peça desculpas,agradeça,seja amigo,brinque e arrume a bagunça.Mas brinque,se divirta.Seja amável...
Quando crianças,achamos graça nas pequenas coisas.Então porque essas mesmas coisas vão perdendo o valor com o tempo?
Mesmo com o tempo,somos os mesmos,só precisamos ser resgatados.Em certos momentos,pare de pensar e comece a sentir.

(Luana R. Martins)

No escurinho do cinema....

Boa madrugada a todos!!!! No momento são 02:10 da manhã, e finalmente tenho tempo de escrever meu post. Vocês não acharam que eu os deixaria na mão, né? Tudo bem que eu gostaria de ter postado nessa já passada sexta-feira 13, mas me faltou tempo para sentar em frente ao computador. Portanto, o post hoje está um pouquinho atrasado.
Há quem diga que a sexta-feira 13 é uma data recheada de azar. Realmente é um dia cheio de superstições. Para mim, foi um dia quase perfeito, com requintes de dramaticidade.

Só faltou a menina de quem gosto olhar pra mim não estar tanto calor na cidade do Rio de Janeiro, mas nada que atrapalhasse essa data.

Em tempos, parabéns ao meu Vascão pelo título da Série B!!!! Hoje não pude ir ao Maracanã, mas semana que vem no jogo contra a Portuguesa de Desportos, estarei presente para ver o time receber a taça e as faixas.

Agora, vamos ao filme.

- O Caçador de Pipas

Baseado em um dos maiores best-sellers dos últimos anos, este filme é dirigido por Mark Foster, de Em Busca da Terra do Nunca. A produção conta a emocionante história de dois amigos inseparáveis durante a infância. Porém, uma série de eventos em seu país acaba os separando. Os anos passam e eles crescem, cada um em um lugar, até que um deles acaba encarando uma perigosa missão para corrigir os erros do passado, numa tentativa de se redimir. Uma verdadeira lição de amizade, devoção e coragem.
Honestamente, é um dos filmes mais legais que você poderá assistir. Sabe aquele tipo de filme do qual você espera algo, talvez não muito, e de repente se sente recompensado com uma experiência inesquecível? Isso acontece ao assistir essa obra-prima.
Portanto, não perca mais tempo e corra para a Blockbuster mais próxima!!!! PS: Atenção Blockbuster, quero receber uma comissão por estar fazendo propaganda de vocês hein!!!! ;)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Blackout

Me perguntaram se eu andava triste com alguma coisa, devido ao post anterior. Não, eu não ando triste. O que acontece é que por alguns momentos na vida, quando o cérebro resolve funcionar de uma forma que não gostaríamos que funcionasse, certas coisas vem a tona, e ai podemos ficar pensativos, reflexivos, tristes, chateados, desapontados, felizes, exuberantes, enfim, como prefere dizer o poeta:


- "Depende do humor!"

Não estou triste, somente invariavelmente, indubitavelmente com os sentimentos apertadinhos, como se tudo fosse explodir a qualquer instante. Como diz a frase no filme "Beleza Americana":

- "As vezes há tanta beleza no mundo, que pareço não conseguir suportar"

Tirem suas próprias conclusões....

Mas, hoje vim aqui para falar sobre o apagão ou blecaute que dá título a esse post. Antes que me perguntem, blecaute é uma palavra "aportuguesada" do original blackout, que vem do americano e significa apagão, escuridão.
O Brasil passou algo em torno de 7 horas às escuras. O apagão que começou as 22:15 de terça-feira, só foi completamente reestabelecido as 5:00 da manhã desta quarta-feira. O Sudeste e o Centro-Oeste foram as regiões mais atingidas. Aqui no Rio de Janeiro, recordo-me que a luz voltou as 3:00, quando eu já não aguentava mais de tanto calor.
Eu tenho uma comunidade no orkut que diz: "Eu comemoro quando falta luz". Não foi o caso ontem. Existem momentos e momentos para se faltar luz, e ontem não foi um dos bons. O mais legal disso tudo, é a metáfora que existe por trás disso, caso observemos bem. O Brasil não passa por uma crise energética, isso já ficou comprovado. O que ocorreu foi uma fatalidade, um caso isolado que talvez só se repita daqui muitos anos. O apagão representa a situação do país em outras áreas.
Educação, saúde, desemprego, segurança pública, tudo isso passa por um momento de apagão. Nada funciona. O problema é que tudo isso vive em um caos silencioso, que acontece diariamente mas que ninguém vê. Aliás, todo mundo vê, mas não quer enxergar. O chato é que esse apagão, diferentemente da queda de energia, já acontece há bastante tempo, e não tem previsão de terminar....


Com o perdão do trocadilho, a situação tá preta!!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Eternidade

Felizmente para alguns, infelizmente para muitos, tudo na vida passa
O tempo é implacável, imperdoável, passa tão rápido que não temos a chance de vê-lo voar
Tudo que há alguns segundos atrás você jurava ser a verdade incontestável
Pode se transformar na maior mentira que você já ouviu na sua vida
As coisas mudam de forma tão assustadora.....
Como é possível todas as palavras ditas hoje, não valerem de mais nada amanhã?
Existe uma frase que diz: "Que seja eterno enquanto dure"
Triste, muito triste....
Certas coisas deveriam mesmo ser eternas
Há quem diga que o que existe na memória é eterno, não pode ser apagado
As memórias, lembranças vivem para sempre, de fato são eternas
Mas as memórias nunca substituirão a eternidade de se viver os momentos
Tudo que guardamos conosco pode ser tão doloroso e triste quanto sentir a dor do momento
A felicidade do momento é incomparável
As lembranças por mais felizes que sejam, nos fazem sentir saudade de uma época sem retorno
Porque a vida segue em frente, não podemos pará-la para fazer uma volta
Tudo segue de forma linear, nos levando até o fim da eternidade
"Eu sou o mestre do meu próprio mundo ilusionário"
Somos meras peças de xadrez
Somos bonecos numa peça de teatro com roteiro definido que não conhecemos
Somos experimentos de laboratório constantemente observados e analisados
Somos carne e osso, alma e espírito, amor e paixão, uma constante incontestável
Questionadores de uma vida que infelizmente, só será eterna enquanto durar
Ainda assim, certas coisas deveriam ser eternas, mesmo que somente enquanto durassem
Desde que durassem para sempre....
Triste.... muito triste....

domingo, 8 de novembro de 2009

S.O.S

Imaginem só:num dia tranqüilo,você está em sua casa,curtindo sua família quando de repente,o chão começa a se deslocar,e você vai se afastando do seu lar,da sua família,dos seus amigos.Só há você e um pedaço de chão no qual pisa.E pronto!Está ilhado,sozinho e no meio do nada.Nossa,parece um pesadelo não? Pois bem, é hora de acordar.Por que é isso o que vem acontecendo com os ursos polares.Com o aquecimento global cada vez mais acelerado,os pobres animais estão sendo isolados no meio do oceano.
Assim como os animais são moradores do planeta terra,nós,inquilinos não menos importantes,também.E será que ninguém para pra pensar que assim como eles,nós também poderemos um dia,não muito longe,sofrermos tais conseqüências?
Será que está valendo a pena fechar os olhos,tapar os ouvidos e fingir que não percebemos a nossa
caminhada para o abismo?
Todo mal tem um tempo para que se possa impedir ,mas se isso não for feito, também tem conseqüências.
Então por um momento,feche os olhos,e se imagine na pele de um urso polar.Tente sentir o seu desespero,a sua angústia.Seja tais sentimentos.E depois agradeça,por ser uma simples comparação,um pensamento.Em seguida,seja a ação.Caso contrário, você pode ser o urso polar de amanhã!

(Luana R. Martins)

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

No escurinho do cinema

Essa tem sido uma semana bastante complicada. Muitas andanças pelo Rio de Janeiro, tarefas acumuladas, o que resulta em um blog com poucas postagens durante a semana. Apesar da semana difícil (olha que nem terminou ainda!), de muitas formas tem sido dias recompensadores.
Para completar, o calor chegou. Na minha modesta e humilde opinião, uma das piores épocas do ano. Dormir é um desafio para poucos. Sair na rua é sinal de muita coragem. Alguns passos e as pessoas já correm um grande risco de pegar uma insolação. A sensação é de estarmos pertinho do sol, e pelo visto 40° é pouco. Tomara que março de 2010 chegue de uma vez....

Prometo que semana que vem, teremos postagens diárias no blog, como de costume. Agora, fiquem com o filme dessa semana, que será apresentado de forma muito rápida, para não perder o ritmo pra lá de acelerado em que me encontro.

- O Retorno de um Herói (Taking Chance)

O Retorno de um Herói é uma história verdadeira e memorável sobre a morte de um soldado em batalha, sobre a jornada de descobrimento de outro soldado e sobre a reverência e gratidão de uma nação em tempos de guerra. Depois de ouvir sobre a heróica morte de um jovem fuzileiro naval no Iraque, o oficial veterano tenente-coronel Michael Strobl (Kevin Bacon) se voluntaria para escoltar o corpo do cabo Chance Phelps de volta a sua cidade natal, no Wyoming. Agora, durante esta viagem pelo coração da América, Strobl se descobrirá inesperadamente envolvido e emocionalmente tocado ao travar contato com uma nação em luto não apenas por Phelps, mas por todos os heróis do país que tombaram em combate.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Bully

Batam-me, xinguem-me, denunciem-me, fiquem a vontade. Apesar do exagero, eu sei que andei em falta com vocês nos últimos dias. Posso contar nos dedos a quantidade de vezes em que pude ficar em frente ao computador nos últimos dias. Quanto ao dia de ontem então, nem se fala. Calor excessivo no Rio de Janeiro + ter que andar no centro da cidade = ficar perto de uma desidratação. O feriado então, nem se fala. Depois de um fim de semana totalmente longe de casa, tudo que eu vi na minha frente foi a minha cama. Energias recuperadas, voltamos a nossa programação normal, para bem-estar e felicidade geral da nação.
Hoje, o assunto é bullying. Para quem não sabe, bullying é uma expressão americana para determinar os atos de violência física, verbal e psicológica cometidas por alunos dentro das escolas. São os famosos valentões, que vivem perturbando todo mundo. Quem estudou, sabe muito bem que isso sempre existiu. O problema é que a violência tem aumentado recentemente aqui no Brasil dentro das escolas, sejam elas públicas ou particulares. O motivo: o avanço da tecnologia, da troca de informações, as tendências que estimulam as mentes jovens a fazerem coisas que julgam legais e divertidas, mas que não são.
O Jornal Hoje vem falando bastante sobre esse tema ultimamente, e inclusive mostrou que em Pernambuco o bullying agora é caso de polícia. Práticas e condutas violentas nas escolas não serão mais toleradas, pois tem atrapalhado o ensino de milhares de jovens por todo o país.
Como eu mencionei, esse tipo de coisa sempre aconteceu, mas eram casos isolados e raros. O máximo que se via era um grandalhão roubando uma bolacha ou um biscoitinho de um aluno menor. Agora, um soco na cara e a divulgação de um vídeo pela internet parecem brincadeiras de criança. Nas escolas particulares, onde as crianças tem um nível de educação maior, é onde o bullying se mostra mais presente.  O espaço de estudo, virou uma praça de guerra, onde práticas de terrorismo são vistas diariamente.

O Oriente Médio que se cuide, estamos formando nossa própria legião de homens bomba....


Boa era a época em que eu chegava a escola só pra estudar e brincar com os colegas....

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Música para Refletir...

Olá Reflexionários!!Quanto tempo não?
Bom,hoje escolhi uma canção para refletirmos,e ela se chama NOVO TEMPO(Ivan Lins).
Ela foi feita em 1980,durante a ditadura militar,era uma música de protesto.A letra se refere a um tempo duro, difícil e cantava a esperança de sobrevivência.
Nesta canção,está contido um trecho da nossa história.

Leiam,sintam e reflitam.

No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
Pra que nossa esperança seja mais que a vingança
Seja sempre um caminho que se deixa de herança
No novo tempo, apesar dos castigos
De toda fadiga, de toda injustiça, estamos na briga
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
De todos os pecados, de todos enganos, estamos marcados
Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
A gente se encontra cantando na praça, fazendo pirraça
Pra sobreviver,pra sobreviver...


sábado, 31 de outubro de 2009

Parabéns Luana!!!!

Hoje o blog abre um espaço todo especial para desejar parabéns a Luana Martins, minha querida companheira de postagens no blog, idealizadora dessa idéia e aniversariante do dia!
O dia 31/10, conhecido como o Dia das Bruxas, o famoso Halloween, é dia de comemoração pelo aniversário de uma pessoa muito especial, que como vocês podem ver aqui no blog, escreve muito bem, é inteligente, enfim, uma pessoa fantástica!
Portanto, hoje quero deixar aqui um feliz aniversário para ela!!!!

Parabéns Luana!!!!!!!!!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

No escurinho do cinema....

Chegamos a mais um fim de semana e o ano de 2009 vai pedindo licença para dar lugar a 2010. As ruas já estão enfeitadas para a chegada do feriado mais consumista do ano, o Natal. Essa data, 25 de dezembro, é carregada de coisas boas, de um significado especial, que fica em segundo plano, perdendo espaço para as toneladas de compras que as pessoas fazem. Ainda assim, é uma das melhores datas do ano, que sempre fiz questão de comemorar devidamente. Apesar de ainda faltarem 2 meses para o Natal, é como se faltassem apenas 2 dias.
Antes do Natal, amanhã é dia 31 de outubro, o que significa a chegada de uma festa tipicamente americana que dominou o mundo, especialmente o Brasil onde as tendências sempre tem vez. É o famoso Halloween, conhecido por nós como o Dia das Bruxas. É dia de se fantasiar de fantasma, contar histórias de terror, ver filmes de terror, ler livros de terror, ou seja, um dia obrigatoriamente aterrorizante, especialmente para os que gostam muito de histórias de terror. Uma data cercada de mistérios, lendas e mitos que agitam a fértil mente humana.
Eu havia prometido postar um filme hoje que deveria ter postado na semana passada, mas que não tive a chance. Não se preocupem, não é filme de terror, apesar da data ser muito propícia. Esses filmes eu deixo pela própria conta e risco dos leitores....

- Gran Torino

Walt Kowalski é um inflexível veterano da Guerra da Coréia, que está agora aposentado. Para passar o tempo ele faz consertos em casa, bebe cerveja e vai mensalmente ao barbeiro. Sua vida é alterada quando passa a ter como vizinhos imigrantes hmong, vindos do Laos, os quais Walt despreza. Ressentido e desconfiando de todos, Walt apenas deseja passar o tempo que lhe resta de vida. Até que Thao (Bee Vang), seu tímido vizinho adolescente, é obrigado por uma gangue a roubar o carro de Walt, um Gran Torino retirado da linha de montagem pelo próprio. Walt consegue impedir o roubo, o que faz com que se torne uma espécie de herói local. Especialmente para Sue, mãe de Thao, que insiste que deve trabalhar para Walt como forma de recompensá-lo.
Clint Eastwood se especializou em fazer clássicos, filmes que ficarão para sempre na memória. Cada filme supera o anterior. São obras geniais, que marcam a vida das pessoas de forma impressionante. Se for assistir a esse filme, prepare-se: serão 3 horas vendo um dos melhores filmes da sua vida.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Vida de herói

Essa semana, eu precisava urgentemente de uma agência dos correios. Saí de casa após o almoço, e me dirigi até a agência mais próxima. Chegando lá, para minha surpresa, estava fechado, em pleno horário de expediente. Achei aquilo um tanto estranho, mas acabei não dando muito importância e já pensava para onde iria em busca do meu objetivo. Nesse instante, parou do meu lado uma senhora e disse:

- "Essa agência agora fecha mais cedo por causa dos assaltos. Ficavam somente duas pessoas aí dentro, e esse local é um tanto deserto dependendo da hora do dia. Eles abrem por poucas horas e fecham em seguida."

As palavras dessa senhora bateram no meu estômago como um soco. Recentemente eu ando pensando em fazer a prova dos correios. É um bom emprego, todos sabem disso. Pode não ser o melhor emprego do mundo, mas, notavelmente, uma boa oportunidade. Não que isso tenha tirado essa minha vontade, mas nem mesmo os correios estão sendo perdoados. Logicamente existem bairros onde estão localizadas agências dos correios que são muito melhores, já que me dirigi a próxima agência e lá estava um senhor muito simpático pronto para me atender. Em alguns minutos fiz o que tinha para fazer e retornei para casa. Chegando ao lar, retornei aos estudos, onde fiquei concentrado durante algumas horas do meu dia.
Mais tarde, pensei no retrato da cidade do Rio de Janeiro. Um amigo da época de faculdade costumava dizer:

- "Rio de Janeiro, bonito pelo alto, feio por baixo."

Creio que todos entenderam o que meu amigo tentava dizer com isso. Essa cidade é linda, um lugar maravilhoso, que tem se corrompido com o passar dos anos. Lembra-me a história do Cavaleiro das Trevas, o Homem-Morcego, mais conhecido como Batman. Na fictícia cidade de Gotham, Bruce Wayne perde seus pais tragicamente. Mais tarde, herdeiro da fortuna dos pais, torna-se Batman, o protetor de Gotham, uma cidade outrora cheia de paz, agora atormentada pela corrupção e violência. Essa é a história resumida de um desenho que é um dos maiores sucessos de todos os tempos, conhecido mundialmente. O motivo pelo qual lembrei disso, é que as vezes acho que essa cidade também precisa de um herói. Talvez não um herói como na ficção, que voa, tem poderes, equipamentos ultra-modernos, nada disso. Quem sabe um cidadão com coragem para comandar e enfrentar os medos que nos assolam diariamente. Alguém com poder que não se esconda diariamente atrás de uma mesa dentro de um gabinete.

Quem será o herói do Rio de Janeiro????

terça-feira, 27 de outubro de 2009

A presença da ausência

Hoje me senti meio preguiçoso. Eu sei que a preguiça é um pecado capital, mas é o tipo de pecado que todos já cometemos alguma vez na vida. É natural, é do ser humano. Alguns são mais preguiçosos, outros menos, mas em algum instante, por menor que seja, alguém sentirá uma preguicinha, uma vontade de ficar parado sem fazer absolutamente nada, nem ao menos se ter o trabalho de colocar a mente para funcionar. Pensar no vazio, numa imensidão descolorida.
Ontem eu ria demais, assistindo CQC. Um programa inteligente, com humor ácido e apimentado na medida certa. Se você não assiste, passe a dar mais atenção a esse programa que surgiu como uma jóia na já tão batida televisão brasileira. Um programa sem apelações, sem se rebaixar a níveis de escrotidão em busca de audiência. Pois bem, a nova repórter, Monica Iozzi, foi a Brasília no dia dos deputados infantis. Uma idéia muito legal, onde crianças do Brasil inteiro tomam o lugar dos marmanjos, criam projetos de lei que poderão ser votados na Câmara. É impressionante ver como crianças de 14, 15 anos tem idéias tão revolucionárias e importantes para o país, enquanto alguns jagunços querem instituir coisas como o dia do Corinthians. Na boa, tenha a santa paciência. Nada contra o Corinthians, mas existem coisas mais importantes com as quais se preocupar. Será que não sai da cabeça desse pessoal algo mais construtivo para o nosso país? A impressão é a mesma de sempre: gastamos toneladas de dinheiro para deixar essa corja sentada nas cadeiras da Câmara sugando tudo que puderem.
Não estou pedindo que as coisas mudem da noite para o dia. Não estou pedindo o impossível. Mas acho que não custa nada pedir que alguns sinais de mudança sejam notados, para encher de esperança um povo que não vê mais razão para acreditar em algo.
Se ontem eu ria demais, acho que descobri a resposta de hoje estar tão preguiçoso. Amanhã tenho certeza de que a ausência de cores causada pela escuridão, novamente se reacenderá como o branco, e sua magnífica mistura de todas as cores. Entenderam onde eu quero chegar?

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Porque???? (Parte 2)

Estou em dívida com vocês. Sexta-feira não postei como de costume, mas tenho um motivo para isso. Não tive tempo para assistir o filme que gostaria de deixar aqui. Tive uma viagem para SP, e por isso acabei ficando meio ausente. Mas prometo que essa semana postarei os comentários sobre o excelente filme, que a essa altura já tive a oportunidade de assistir. Manterei mistério até sexta.
E porque entitulo meu post dessa forma? Bom, no post anterior, eu mencionava o fato do mundo estar de cabeça para baixo. Coisas malucas acontecendo diariamente, fatos impressionantes que mais parecem mentira, mas que infelizmente são a mais pura verdade. Esqueci-me, ou não deu tempo, de falar sobre a mãe que esfaqueou o próprio filho de 8 meses. É algo sobre o qual é até difícil de falar. A única pergunta que faço é: como alguém pode ter a coragem de fazer isso? A relação de uma mãe com um filho talvez seja a maior ligação de amor e afeto que exista entre os seres humanos. Há uma frase que diz: "Não há amor como o amor de mãe". Se uma mãe é capaz de uma atrocidade dessas, o que imaginar sobre as outras pessoas....
Quando tentamos praticar o bem, o que recebemos em troca? Uma garota recebeu a morte do próprio namorado. Um rapaz viciado em drogas durante muitos anos. Uma moça que só desejava ajudar o namorado a se livrar do vício. Sempre do lado dele, sempre ajudando, fazendo de tudo para ver a pessoa que amava ter uma vida legal. Um dia ele chega drogado em casa, discute com a namorada, e a sangue frio a mata. Uma pessoa que procurava praticar o bem, de bom coração, teve a vida drasticamente interrompida por alguém que se deixou corromper pela maldade. E não consigo nem imaginar o que o próprio pai desse rapaz sentiu ao entregar seu filho. Acredito o quanto deve ser difícil ter que agir com a razão ao invés da emoção. Triste....

Pobre mundo em que vivemos....

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Porque????

Tá tudo errado nesse mundo. As coisas estão de cabeça pra baixo. Apesar do costume rotineiro da violência, isso não pode ser encarado como a coisa mais natural do mundo. O Rio de Janeiro vive um clima de tensão, após uma semana muito turbulenta. As pessoas já nem se importam mais com esse tipo de coisa: "Ah, vive acontecendo, deixa pra lá. Passa no jornal hoje, e amanhã já tem outra coisa acontecendo em outro lugar."
Você abre a página do jornal, visita um site de notícias na internet, liga a televisão, e tudo que se ouve é a mesma coisa, se repetindo, e se repetindo, e assim por diante.
Outra notícia que repercutiu essa semana foi a história da filha que forjou o próprio sequestro, pra extorquir R$ 8.000 da própria mãe. Como uma pessoa tem a coragem de fazer isso com quem a colocou no mundo, cuidou, criou? Como é que pode uma coisa dessas?
Sabe o que é pior? Notícias desse teor não param de surgir. Diariamente, a cada hora, a cada minuto, acontecem fatos de natureza sórdida e triste. Isso porque não temos a idéia da quantidade de coisas que acontecem, que nunca, ninguém ficará sabendo. A vida tem sido muito difícil, e o grau de dificuldade tem aumentado com o tempo. Quem sabe o que nos aguarda dentro de alguns anos. Espero que tudo contrarie todas as expectativas, e que as próximas gerações possam viver em um mundo, que pelo menos seja um pouco mais pacífico e justo.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Um Olhar Para Dentro

Durante o mês de outubro,geralmente,eu paro para reflexionar sobre mim mesma.Não sei se todas as pessoas fazem isso quando o aniversário vai se aproximando.Mas pra mim,é uma espécie de lavagem da alma.Penso sobre as minhas conquistas,meus fracassos,erros,acertos,sonhos,enfim.E de alguma forma,me sinto mais perto de mim.
Bom,pode-se dizer que a rotina da maioria das pessoas é a seguinte: acordar,tomar banho e café da manhã (quase sempre com pressa),sair para o trabalho pensando no que vai fazer o resto do dia.Na volta pra casa,toma um banho e comer alguma coisa (algumas pessoas também levam o trabalho pra casa),e se preparar para dormir novamente.E no dia seguinte?A mesma coisa.
Normalmente,estamos tão preocupados em observar os erros dos outros,que esquecemos de rever os nossos.Quase sempre estamos tão ocupados com nossos trabalhos,famílias,contas e problemas,que não percebemos que algo muito importante fica de lado: nós mesmos.
Quando foi a última vez que ficou um tempo sozinho,para refletir sobre sua vida ou simplesmente pensar em nada?Pois é...talvez muitos nem se lembrem.
De vez em quando,passe um tempo com você mesmo.Poderá se conhecer melhor,ou somente conversar com o seu coração.Pergunte-se se está feliz.Afinal,carreira,família e tudo mais,não podem andar bem,se você não estiver bem.Faça algo que goste,fale de assuntos que lhe agradem.Se preocupar com a felicidade dos que o cercam é importante.Mas importante também,é se preocupar com a sua felicidade.Cuide dos que gosta,porém não se anule.
O seu bem-estar,significa também o bem-estar das pessoas que estão à sua volta.Pense nisso!


(Luana R. Martins)

Tudo ou nada

Hoje eu decidi que iria escrever sobre tudo. Mas me dei conta que só posso escrever sobre nada.
Como eu vou falar tudo sobre o nada?
Vamos definir tudo e nada.
Tudo é a sensação de estar cheio
Nada é a sensação do vazio
Para alguns, tudo é o que se precisa pra ser feliz
Para outros, nada é o que se precisa pra ser feliz
E vice e versa, e versa e vice
Tem gente que tem tudo e acha que não tem nada
Por outro lado, tem gente que não tem nada e sente como se tivesse tudo
É uma mera questão de opinião
Alguns acham que sabem de tudo
Mas quer saber? Esses não sabem de nada
Que ninguém ache que sabe tudo, porque isso é muita pretensão
Tem gente que vive para ver de tudo
E tem gente que vive fechando os olhos para não ver nada
Certas pessoas optam por ser tudo
E outras pessoas acham que não são nada
Mas se você observar bem....
Verá que todos temos de tudo um pouco
E um pouco de nada
O tudo e o nada são extremos, como os pólos norte e sul
Só você pode decidir em qual pólo ficar
Ou você pode ficar no meio e deixar a vida decidir sua escolha
Então, só me resta perguntar:
Tudo ou nada?

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Hora do poema

"Ele sabe que quando dormir
A gelada voz da realidade
O acordará sozinho no domingo de tarde
Ele consegue viver no mundo
Dos sonhos ao cair da madrugada
Ele sabe que os pesadelos são tentadores
Mas que dessa vez não dançarão com ele

É onde sua alma derrama lágrimas
Doces de felicidade
É quando o tempo perde seu valor
E a eternidade parece ter chegado mais cedo
E é em um momento qualquer
Que a perfeição conhece sua velha
Amiga vodka e se interessa por ele
A emoção o abraça tão forte
Que ele se esquece de lembrar da
Sua frase favorita
“O impossível é possível hoje a noite”
Ele diz que não se importará
Se parecer invisível para ela da próxima vez
Mesmo que a dor sorria em silêncio"


Sempre com a colaboração da excelente comunidade do orkut: "Silent Hill - O paraíso é aqui"

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

No escurinho do cinema....

Uma vez me perguntaram o porque de as vezes eu colocar alguns filmes antigos aqui no blog. A qualidade do filme não é medida pela idade. Existem filmes de 30, 40 anos atrás que são maravilhosos, e que poucas pessoas tiveram a chance de assistir. E as que assistiram, não enxergaram o filme com outros olhos, ou nem ao menos se lembram da história dos filmes.
Mas, hoje estou de bom-humor. Nesse momento, estou assistindo o jogo entre Brasil e Gana, pela final do Mundial Sub-20. Em um mundo onde garotos cada vez mais novos já estão milionários por causa do esporte mais popular do planeta, um filme que fala sobre um menino que sonhava em ser milionário também.

- Quem quer ser um milionário? (Slumdog Millionaire)


Amal Malik (Dev Patel) tem 18 anos, vem de uma família das favelas de Mumbai, Índia, e está prestes a experimentar um dos dias mais importantes de sua vida. Visto pela TV por toda a população, Jamal está a apenas uma pergunta de conquistar o prêmio de 20 milhões de rúpias na versão indiana do programa "Who Wants To Be A Millionaire?". No entanto, no auge do programa, a polícia prende o jovem Jamal por suspeita de trapaça. A questão que paira no ar é: como um rapaz das ruas pode ter tantos conhecimentos? Desesperado para provar sua inocência, Jamal conta a história da sua vida na favela - onde ele e o irmão cresceram -, as aventuras juntos, os enfrentamentos com gangues e traficantes de drogas e até mesmo o amor por uma garota.
Essa é a história de um filme que já se tornou um clássico. Aclamado pela crítica e pelo público, é uma obra-prima que é capaz de emocionar a todos. Esse é aquele tipo de filme que a gente assiste, e depois assiste novamente, incontáveis vezes. Se você estava indeciso(a) sobre o que fazer nesse fim de semana, creia-me, essa dica é maravilhosa.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O reflexo do espelho

Falando diretamente, hoje comentarei sobre futebol. Esse esporte que é a paixão nacional, o símbolo de uma nação, que só se torna patriota a cada 4 anos quando acontece a Copa do Mundo. Seria bom se a Seleção Brasileira jogasse sempre, porque talvez esse espírito patriota do nosso povo durasse mais. Mas, isso não vem ao caso nesse instante.
Todo mundo sabe o quanto o brasileiro gosta de futebol. É uma das poucas coisas que trazem alegria a pessoas tão sofridas. É o nosso ócio, a fuga da dura realidade, uma chance de pensar somente no jogo, no momento, na felicidade de ver seu time ganhar, ser campeão.
Essa semana, por conta das eliminatórias sul-americanas e do jogo do Brasil contra a Bolívia no domingo, metade da rodada do Campeonato Brasileiro da Série A foi movida para a segunda-feira, já que nesse dia tivemos um feriado nacional. Todos os jogos começando as 16:00, um belo dia de sol, feriado, sinônimo de estádios lotados por todo o país. No Rio de Janeiro, o Botafogo recebeu o Avaí no Engenhão. Foi o vexame da rodada. Nada contra o Glorioso clube da Estrela Solitária, mas a diretoria vacilou feio. Dia das crianças, e a diretoria alvinegra convoca todas as famílias para irem ao jogo. Resultado: super lotação, falta de ingressos, muita gente do lado de fora do estádio sem conseguir entrar, confusão. Muita gente só conseguiu entrar no estádio no segundo tempo, quando resolveram abrir os portões para evitar algo pior. Mas, não pensem que isso é exclusividade do Botafogo. Esse ano, em Porto Alegre, no jogo entre Grêmio e Cruzeiro pelas semifinais da Taça Libertadores, aconteceu a mesma coisa. Existem inúmeros exemplos disso no futebol brasileiro, é só colocar a memória pra funcionar um pouquinho, que me faltaria espaço para enumerar tudo.
Infelizmente, esse é um mero retrato da nossa sociedade. De como as pessoas são tratadas com falta de respeito nesse país. Até mesmo quando as pessoas estão querendo se divertir, acontecem coisas desse tipo. Falta de planejamento e de respeito são coisas que não acontecem somente no futebol. O esporte acaba servindo de reflexo do que vemos no dia a dia.


Quantas vezes mais tragédias terão que acontecer até que alguém tome alguma providência? E ainda querem que a gente tenha calma....

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Chegamos ao 50º post!!!!

Antes de mais nada, esse é o post de número 50!!!! Por favor gente, parabéns as pessoas que tem a autoria desse blog!!!! =)

Bom, honestamente, eu iria escrever no domingo, sobre algo que aconteceu nesse mesmo dia, mas foi um domingo muito cansativo, que ao chegar em casa já na calada da noite, não havia a mínima vontade de minha parte de olhar ao menos para o computador. Portanto, preferi não escrever, visto que naquele instante, a minha razão não falaria mais alto, e eu poderia, injustamente, escrever um monte de bobagem.
Chegou a segunda-feira, e com ela um feriado nacional. É o famoso dia das crianças, apesar do feriado não ser por esse motivo em especial. A criançada fica feliz porque é o dia antes do Natal e que não seja o aniversário, em que elas ganham um presente bem legal. Um dia tranquilo, de muito sol (ao menos aqui no Rio de Janeiro), e que não teve a condição de viajar (eu, presente!) ficou por aqui mesmo, e aproveitou pra ir à praia. Depois de um domingo pra lá de complicado, eu merecia uma segunda-feira mais legal. Felizmente, foi isso que aconteceu. Logicamente, também fui pegar um sol. Fazia um tempo que eu já não ia à praia, que o sol ficou meio tímido, ameaçou se esconder, mas depois apareceu de vez no céu azul anil da Cidade Maravilhosa.
Chegando lá, aquela brisa gostosa, praia do Recreio dos Bandeirantes cheia, meu fone companheiro de todas as horas no ouvido esquerdo para escutar uma boa música, deixando assim o ouvido direito livre para ouvir o que se passava na praia. Sem contar o espetáculo que é proporcionado aos bons olhos em uma praia carioca. Moças bonitas passando para lá e para cá, fazendo jus a música "Garota de Ipanema", sendo lembrada com um título diferente dependendo da praia em que se esteja. Uma morena que cismou em sentar justamente em frente a mim, me fez pensar em uma música que deveria se chamar "Garota do Recreio dos Bandeirantes". Enfim, tudo que foi possível para se fazer um bom dia, aconteceu.

Chegando ao ponto agora, já que a imagem que permaneceu na minha mente após a volta da praia quase me fez perder o foco. Domingo, a filha do meu primo, uma menina de apenas 7 anos, teve uma infecção nas mãos e precisava de tratamento. O único local em que poderíamos ir, era a UPA da Penha. Para quem não conhece, as UPA's foram criadas no governo Sérgio Cabral, e servem como intermédio entre os postos de saúde da prefeitura, e os grandes hospitais. Peguei meu carro, e os levei até a UPA. Chegando lá, a bagunça da saúde pública ficou evidente. Apesar da enorme propaganda feita, as unidades de pronto-atendimento são um vexame. Chegamos lá por volta das 15:00, e só fui chegar em casa quando o relógio apontava quase 23:00. A mulher que estava atendendo, ainda teve a coragem de dizer que haviam 2 pediatras na unidade. Duvido muito, já que o atendimento levou horas para acontecer, visto que não havia ninguém na frente aguardando. Foi a primeira vez que entrei em uma UPA, e a impressão que me causou não foi das melhores.
Mas, eu não quero ser injusto. Existem relatos de bom atendimento. Muitas pessoas já receberam atendimento imediato, e não tem do que reclamar. Porém, uma saúde já tão fragilizada, não pode cometer equívocos simplórios que podem custar muito. A idéia da UPA é fantástica, desde que as coisas funcionem da forma correta. Cabe ao governo valorizar o trabalho dos médicos, uma das profissões mais importantes do mundo. No Japão, professores, policiais e médicos são tratados como reis. É uma das tríades de maior importância na terra do sol nascente. As bases da vida de uma pessoa, passam pelas mãos desses profissionais. Portanto, vamos ao menos tentar seguir o exemplo dos orientais, e caminhar na direção de um Brasil muito mais justo e honesto.

Nossa, hoje eu escrevi bastante. Haviam motivos para isso. Mas paro por aqui hoje. Agora é hora de dormir, relaxar e ter bons sonhos. Existem motivos para isso....
Aos que ficam, boa noite e até o próximo post!!!!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dia das Crianças: Hoje e Sempre!

Esse dia é famoso por ser o Dia das Crianças.Mas sabemos que na verdade,dia das crianças é todo o dia.

Bom,mas vamos aproveitar esse dia para refletirmos sobre o tratamento que as crianças brasileiras vem tendo.Começando pela educação.Como anda a educação das nossas crianças? Em decadência!Enchem cada vez mais as salas de aula impossibilitando assim,um desenvolvimento harmônico das mesmas.Há dias em que apenas parecem estar garantindo o dia letivo e a merenda.Merenda esta,que para muitas de nossas crianças,é o motivo pelo qual freqüentam a escola.E como andam as famílias das nossas crianças?Cada vez mais desestruturadas (sem generalizar é claro).Algumas deixam na escola e acreditam que a mesma é responsável por toda a educação do indivíduo.Outras,abusam dos bens materiais para suprir a falta de tempo,princípios,valores e afeto.Outras,apenas serviram como instrumentos para que a criança pudesse estar nesse mundo,porém quem cria mesmo é a vida.
Agora...e a infância das nossas crianças,como anda?Infância?Algumas não a conhecem.Levando em consideração o que mencionei acima,seria ilusão dizer que a MAIORIA das crianças brasileiras conseguem ter uma infância tranqüila.Se brincam na rua,podem ser atingidas por uma bala perdida em qualquer momento.Se estão na segurança do lar,sofrem algum tipo de violência,ás vezes cometida por parentes.Outras,precisam ser adultas antes do tempo.

Enfim,sei que muitas crianças neste dia,estão cercadas de beijos,abraços e presentes.Outras,nem se dão conta do dia de hoje.Então,antes de qualquer coisa,pare e pense: tanto as crianças precisam de um mundo melhor,quanto o mundo precisa de crianças que cresçam e sejam bons adultos.Precisamos construir na infância do nosso país uma base sólida,para que mais tarde,não venha corroer-se com facilidade.


(Luana R.Martins)

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

No escurinho do cinema

Mais uma sexta-feira. Hoje eu tinha me decidido de que não iria mencionar que aqui no Rio de Janeiro está chovendo. Já repararam que toda sexta é a mesma coisa? Nem preciso mais mencionar isso, esse post já vem carregado com essa informação. É algo que fica subentendido, quase uma mensagem subliminar. Se você mora em outra cidade e sempre visita o blog para ler essa coluna, já deve imaginar: "Que bom que não moro no Rio". Touché!
Deixando a chuva de lado, vamos ao que interessa agora: o filme dessa semana!

- Menina de Ouro (Million Dollar Baby)

Frankie Dunn é uma lenda do boxe. Por ele passaram grandes lutadores e passou a vida nos ringues. Sofrendo com o doloroso distanciamento da filha, Frankie há muito tempo optou por não se aproximar de ninguém. Seu único amigo é Scrap, ex-boxeador que cuida do ginásio de Frankie e sabe que por baixo da aparência rude, encontra-se um homem que freqüenta a missa quase diariamente há 23 anos, em busca de um perdão que nunca consegue alcançar. E então Maggie Fitzgerald, entra em seu ginásio a fim de se tornar uma lutadora de boxe profissional. Maggie traz consigo um talento não-lapidado, uma determinação inabalável e uma tremenda força de vontade. Mais do que tudo, porém, deseja que alguém acredite nela. Por não desejar - ou por não ser capaz de - desistir do seu objetivo de vida, Maggie se entrega totalmente ao treino diariamente, encorajada apenas por Scrap. Vencido pela determinação de Maggie, Frankie acaba por aceitar treiná-la. Revezando momentos em que se agridem ou se inspiram mutuamente, os dois descobrem ter um espírito em comum que transcende as dores e perdas que sofreram no passado, e encontram um no outro a família que há muito perderam. O que eles não sabem é que em breve enfrentarão uma batalha que exigirá mais coragem do que qualquer outra.
É mais um daqueles filmes que não pode deixar de ser assistido. Como dizem os americanos, é um "must-see", traduzindo, algo que deve ser visto. Boa diversão!!!!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Reflexionário + Música

Dia chuvoso aqui no Rio de Janeiro. A cidade perde logo aquele ar de felicidade que acompanha o povo carioca. Por mim, o tempo poderia ficar assim durante dias, semanas, meses, e porque não, anos. Quando o calor some, minha mente começa a trabalhar mais. É automático, inevitável. Olhar pela janela, observar as gotas de chuva caindo e molhando as folhas das poucas árvores que tem que disputar espaço com o visual urbano. Aquele barulhinho da água caindo, o vento, faz com que o olhar se perca no horizonte. Junto com o olhar perdido, vem os pensamentos. Lembranças, muitas lembranças de tudo que já se passou na vida. Junto com as memórias, acabam vindo as reflexões, a busca por entender porque certas coisas acontecem com a gente, e nem ao menos sabemos ou temos a mínima idéia do porque. São momentos em que se ri, e logo em seguida, se chora. Um misto de felicidade e tristeza por tudo que já passou, e talvez por tudo que esteja por vir. Enfim, é somente mais um dia chuvoso na cidade.
Para quem gosta de música, pensamentos e reflexões acabam vindo acompanhados de uma trilha sonora. Hoje, deixo aqui o clipe da música "Wonderwall", do "Oasis". É um clássico, uma música daquelas que não deve existir uma única alma que já não a tenha ouvido em algum lugar. Pode não ser uma música que faça uma crítica a sociedade, ou fale sobre o mundo e a vida. Mas, quem disse que não pode ser uma música para pensar e refletir? Cada um tem a trilha sonora da própria vida, e com certeza Wonderwall é uma música que mexe com muita gente. Inclusive eu.... 


Leia enquanto há tempo!

_Pare!Venha ver eu me esconder.Diz o sol.E o homem responde:
_Não tenho tempo.
_Olha!Como é belo o meu brilho esta noite.Diz a lua.E o homem responde:
_Não tenho tempo.
_Brinque!Logo,eu irei crescer.Diz a criança.E o homem responde:
_Não tenho tempo.
_Vá!Fim da caminhada.Diz a vida.E o homem responde:
_Preciso de mais tempo.

Nunca temos,porém sempre queremos e precisamos.A verdade é que o tempo esconde-se na importância que damos ao que precisamos fazer.Sim,é fato que às vezes a correria do dia a dia é tão grande,que o tempo fica curto.Mas também é fato que quando queremos,quando é realmente indispensável,arrumamos tempo.
Observar coisas simples do cotidiano ou brincar com seu filho,acaba ficando em segundo plano.Deixar aquela conversa importante pra amanhã também acaba acontecendo.Por que o essencial,acabamos por não fazer.
Existe um maravilhoso poema de Mario Quintana que se chama O Tempo.Gostaria que refletíssemos sobre ele...

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…

Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

Pois é...ele já diz basicamente tudo o que poderíamos falar sobre tal assunto.Acho que o que posso acrescentar é: a quantidade do tempo que tem não precisa ser maior do que a qualidade.Mesmo que tenha pouco tempo para brincar ou estar com seu filho,faça.Mas dedique-se inteiramente a este momento.Se o tempo é curto para observar pequenos milagres da natureza antes de ir ao trabalho,acorde um pouco mais cedo.Tenho certeza que o que assistirá será revigorante.Enfim...
Não chegue ao fim da vida dizendo: “eu tive tempo de sobra.” O que sobra,geralmente é resto,e não é de resto que um ser humano deve viver.Chegue ao fim de sua caminhada afirmando: “eu aproveitei o tempo que tive.”

(Luana R. Martins)

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Epidemias Brasileiras

Alguém aí ainda se lembra da gripe suína? Não se fala mais nessa tal gripe, as televisões pararam de noticiar, porque é fato que o número de casos despencou, apesar de ainda existirem pessoas que estão com a doença. Mas, foi uma epidemia passageira. Durou algo em torno de 2, 3 meses, deixou suas marcas, e foi embora. Todo mundo feliz que não precisa mais usar máscara. As pessoas podem sair na rua sem medo, podem ir ao cinema, ao shopping, restaurantes, bares, sem o receio de voltar para casa portando um vírus.
O problema é o seguinte: passou o inverno e a gripe suína, tá chegando a hora do verão e a dengue.
Alguém aí ainda se lembra da dengue? Não se fala mais nessa tal dengue. Só se fala nisso quando as pessoas começam a lotar os hospitais atrás de atendimento. Chega o calor, e com ele o mosquitinho que contamina tanta gente nesse país. Só que, um pouco diferente da gripe suína, as pessoas é que tem o dever de se cuidar contra a dengue. Todos os anos, temos campanhas do governo para alertar as pessoas sobre os riscos de água parada, como se prevenir, como o mosquito se reproduz, mas mesmo assim, todo ano é a mesma coisa. Como o povo brasileiro gosta de uma tragédia. Mal saímos de uma epidemia, já queremos entrar em outra. Então, antes que o tal mosquito chegue, por favor, vamos nos cuidar para evitar ao máximo. Esse post serve como um alerta, de que a gente não pode mais passar nossos verões à mercê de uma doença que só cabe a nós mesmo eliminar.


Só para não perder a oportunidade, o governo está lançando editais de licitação para novas epidemias para as épocas do outono e da primavera em 2010. (Calma gente, isso não passa de uma piada)

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Escândalo Nacional do Ensino Médio

O assunto que vou abordar é o ENEM. É uma notícia que já vem correndo desde a semana passada, e que pela velocidade com que as informações surgem no mundo, pode parecer até um assunto velho. Porém, a fragilidade da nossa educação nunca esteve em tanta evidência.
Primeiramente, como é possível que as respostas de uma prova tão importante tenham vazado, de uma forma aparentemente tão simples? Infelizmente, isso faz com que criem-se dúvidas quanto a veracidade dos exames realizados em anos anteriores. Quem garantirá a um aluno que já tenha feito essa prova em anos anteriores, que o mesmo já não tenha acontecido?
Ultimamente, o ENEM ganhou uma importância ainda maior, por ser um teste utilizado por muitas universidades para oferecer bolsas de estudos a alunos que vão bem, que tiram boas notas. Muita gente vê no ENEM a oportunidade de entrar para uma boa universidade, sem precisar passar pelo trauma do vestibular. Agora, me pergunto como deve estar a cabeça dos alunos que tanto estudaram, se dedicaram. Perto do dia de fazer a prova, uma notícia como essa é divulgada. Os alunos, pobres coitados, terão que se preparar novamente para a prova, ainda aguardando o MEC marcar uma nova data. Com certeza, o planejamento e organização de muitos jovens foi por água abaixo. Depois ainda querem exigir muito dos alunos, com uma educação precária. A criança já não gosta de estudar, e ainda não recebe nenhum estímulo extra para isso. A tendência é de que nossa juventude desista cada vez mais.
Sabe, ainda esqueci de mencionar o mais engraçado. Professores de matemática chegaram a conclusão de que uma das questões do ENEM, não tinha uma resposta certa!!!! Como assim? É difícil de entender hein....
O Ministério da Educação pede, quase que de joelhos, para que as universidades aceitem os resultados do ENEM desse ano. É a hora de tentar consertar uma grande besteira que foi feita.
Honestamente, espero que tudo se resolva da melhor forma possível, porque a educação desse país não merece escândalos absurdos como esse.

Ahhh, e aos que farão a prova: Boa sorte!!!! =)

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

No escurinho do cinema

Eu já fui mais pontual em relação a essa coluna. São 22:00 aqui no Rio de Janeiro, e a cidade hoje parou por causa da vitória olímpica. Agora, imaginem quando os jogos começarem? Ninguém mais vai trabalhar nessa cidade. E o restante do país também vai parar, alegando compromisso esportivo, elevando o senso de patriotismo as alturas!
Mas, esse não é o caso. Hoje, mais um filme maravilhoso para vocês aproveitarem o fim de semana. Mais um vencedor do Oscar aparecendo aqui no blog.

- Babel

A dor e a esperança são universais. Essas são as premissas de Babel, um filme que conta com a direção do aclamado diretor, Alejandro González Iñárritu. Um trágico acidente no Marrocos, deflagra uma sucessão de eventos ao redor do mundo, que invariavelmente, acabam ligando 4 grupos diferentes de pessoas, separadas por milhares de quilômetros de distância, e diferenças culturais. Essas pessoas acabam compartilhando, mesmo que sem saber, o mesmo destino.
Babel demonstra de forma brilhante barreiras que separam a humanidade, e como essas barreiras podem estar prestes a desmoronar. A narrativa é emocionante, e o filme é muito envolvente. Brad Pitt, como de costume, com uma atuação impecável (se alguém acha que sou fã dele, acertou).
Honestamente, não há muito o que comentar sobre o filme, até porque estaria tirando a graça para quem ainda não assistiu. Portanto, se você é um desses que ainda não viu esse filme, corra agora para a locadora, não perca mais tempo. Realmente, só mesmo vendo com os próprios olhos para acreditar, reflexionar, e tirar suas conclusões.

Rio 2016 (Parte 2)

Finalmente chegou o dia da escolha da cidade sede das Olimpíadas de 2016. Alguns minutos atrás, o Rio de Janeiro ganhou a disputa contra Madrid na final. Era o que já se esperava. O Rio era favorito, e pela primeira vez teremos os Jogos aqui na América do Sul. Inegavelmente é uma grande conquista. Muita gente feliz, festa em Copacabana, tudo como manda o figurino.
Essa semana, eu cheguei a criticar a realização desses jogos no Brasil. Um país que ainda está longe de ser uma potência olímpica, que ainda trata seu esporte muito mal, que obriga nossos maiores atletas a treinarem fora do país para alçarem voos mais altos. Sabe, ainda acho difícil de acreditar nos benefícios que tanto dizem que essas Olimpíadas irão trazer ao Rio e ao Brasil, porque, é uma conquista de um país inteiro que ainda engatinha nos esportes olímpicos, se comparado as outras cidades e países que tentaram sediar os Jogos de 2016.
Tomara que não sejam as Olimpíadas das empreiteiras, dos desvios de fundos, das mega-construções posteriormente abandonadas. Que seja a verdadeira oportunidade de crescermos como uma nação. Teremos os dois maiores eventos do esporte mundial sediados em nosso país: Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016. Se a mudança não acontecer agora, não sei quando será.
Mas, enquanto isso, prefiro deixar um pé atrás. No ano de 2017, voltamos a conversar sobre isso, para descobrir se minhas suspeitas estavam certas, ou se de uma forma brilhante, me enganei.


PS: Mais tarde, dica cultural para vocês!!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Hora do Poema....

"Foi em uma noite de inverno
Que o tempo me acordou
Para avisar que já tinha ido embora
E com ele estavam todas as memórias
Que algum dia fizeram sentido

Foi naquela noite de inverno
Que eu fiquei horas lá fora
Perguntando para o céu
O que tinha acontecido
Quando me ajoelhei
Gritando em silêncio
As estrelas mais brilhantes
Me fizeram chorar

É nessa noite de inverno
Que me sinto tão cansado
Que não posso explicar
A chuva lá fora me protege
Do silêncio cruel
Não me deixando pensar
Queria que fosse pra sempre..."


Mais uma vez, poema com os créditos da comunidade do Orkut, "Silent Hill - O paraíso é aqui"

Eu gostaria de dar os créditos ao autor, mas não consegui descobrir quem é. Então, se alguém descobrir o autor, por favor, deixe nos comentários que darei os devidos créditos. Enquanto isso, aproveitem o poema.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Reflexionário + Música

Quem conhece os Red Hot Chili Peppers, sabe que não é somente o nome da banda que é totalmente nonsense. As letras das músicas são muito loucas. Mas, apesar disso, são letras maravilhosas. Digo isso porque Californication não me deixa mentir. Preste bastante atenção na letra, e você verá o quanto eles falam sobre o fim do mundo através de um movimento onde todos querem copiar o estilo de Hollywood. A obsessão das pessoas em viverem em um "mundo perfeito", que é mostrado como sendo o modo de vida correto a ser seguido por todos. As utopias da mídia atual: beleza, corpo perfeito, dinheiro, fama, luxo.... Tudo devidamente criticado nesse clipe que deixo aqui hoje para vocês.

PS: As letras são em inglês, logicamente. Uma rápida pesquisa no Google e vocês conseguem a letra traduzida!


terça-feira, 29 de setembro de 2009

Rio 2016

O título desse post é auto explicativo. Falaremos hoje sobre os Jogos Olímpicos de 2016. As Olímpiadas, que para alguns, é o maior evento esportivo do mundo. Permitam-me discordar, porque a Copa do Mundo de Futebol vem primeiro, visto que é o esporte mais popular e praticado no mundo, sem contar os níveis de audiência, que são os maiores do esporte, seguidos pelo Super Bowl (a final do futebol americano). Portanto, eu diria que as Olímpiadas ficam com a medalha de bronze em nível esportivo. Mas, isso não vem ao caso.
Logicamente que os Jogos Olímpicos são dos maiores eventos esportivos do mundo, isso é inegável. Na sexta-feira, em Copenhaguen, será escolhida a sede dos Jogos de 2016. A disputa é acirrada entre Chicago, Tóquio, Madrid, e claro, Rio de Janeiro. Acredita-se que o Rio de Janeiro tem chances enormes de ganhar a disputa, e que a grande rival americana, seria a única ameaça. A festa está pronta. Está sendo montado um palco para um grande show em Copacabana, a cidade vive dias de ansiedade, a população mal consegue se conter aguardando a sexta chegar, todos ligados esperando uma resposta positiva do COI (Comitê Olímpico Internacional).
Agora, vamos aos fatos. Vocês sabiam que o orçamento da cidade do Rio de Janeiro, chega a ser maior do que o orçamento destinado aos Jogos pelas cidades finalistas? A pretensão é de se gastar algo em torno de 50 bilhões de reais (na verdade são 48 bilhões, mas vamos arredondar para 50, afinal, o que são 2 bilhões a mais ou a menos?). Imagine o que seria feito com esse dinheiro. Vamos pensar em quantas escolas e hospitais poderiam ser construídos. Vamos pensar no quanto poderia ser investido em segurança pública, talvez um dos maiores problemas do Rio de Janeiro.
Sabem o que é pior? Ainda querem dizer que as Olímpiadas deixarão um legado eterno para a cidade. Cadê o legado do Pan-Americano? As arenas construídas para 2007 estão abandonadas. O que restou foi o Engenhão, que é usado pelo Botafogo. O transporte público continua um caos. A segurança pública continua na mesma. Os Jogos de 2007 passaram, e nada mudou por aqui. Talvez tenha mudado para os que ganharam muito dinheiro super-faturando as obras. Pouca gente enriqueceu e muita gente empobreceu. As contas até hoje não saíram.... Devem estar escondidas em alguma gaveta, para que o povo não descubra o quanto foi gasto na realidade....
Infelizmente, é isso o que deve acontecer com os Jogos de 2016, se o Rio de Janeiro ganhar a disputa. O orçamento inicial de 50 bilhões, deve ultrapassar os 100 bilhões no final, muita gente vai embolsar muito dinheiro, e o povo que pagará por isso, sem ao menos ver um resultado satisfatório.
Ainda querem usar as Olimpíadas para dizer que será um benefício para o Rio de Janeiro.... Cuidar do povo, não é favor, é DEVER dos governantes. Adoro essa cidade, tenho muita vontade de ver nosso querido Rio de Janeiro crescendo, sendo a verdadeira Cidade Maravilhosa, mas, com essa gente que está no comando, vocês que me desculpem, mas nessa sexta-feira, sou Chicago, Madrid e Tóquio desde criancinha!!!!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

No escurinho do cinema.... (no escurinho, mesmo!)

Chega um certo momento, em que nos acostumamos com certas coisas. Por exemplo, eu já me acostumei com o fato de quase toda sexta-feira o dia escurecer mais cedo. Estamos no final da tarde, mas lá por volta das 16:00, tudo já estava escuro. Parece até um daqueles filmes medievais, quando um vilão chega e traz as trevas para o mundo. Tenho certeza que todos já viram algum filme mais ou menos nesse estilo.
Então, aproveitando que já estou falando de cinema, hoje é o dia da nossa famosa coluna, que sempre traz uma dica cultural totalmente excelente. Hoje não irei me prolongar muito, portanto, vamos ao filme!
PS: Estarei colocando também o nome do filme em inglês, caso alguém queira fazer uma pesquisa. Portanto, a partir de hoje, colocarei o nome original. Aproveitem!

- Beleza Americana (American Beauty)

Tá bom, eu sei. É um filme bem antigo, do ano de 1999. Mas, não quer dizer que todos já tenham assistido. Beleza Americana é um clássico. Após 10 anos de vida, ainda me emociono ao ver esse filme, que foi exatamente o que ocorreu ontem. Merecidamente ganhou 5 Oscars.
Essa obra de arte narra a vida suburbana da América, o famoso American Way of Life (Modo de vida americano). O publicitário quarentão Lester Burnham (Kevin Spacey) e sua ambiciosa esposa Carolyn (Anette Bening) não se entendem. Seu casamento e suas vidas lentamente se desagregam. A mulher de Lester o detesta, sua filha, Jane, o despreza, e pra completar, seu chefe o tem na mira, pronto para cortá-lo da empresa. Lester começa a tomar decisões na sua vida, que irão mudar as coisas por completo. Ele descobre que, quanto mais liberdade possui, mais feliz fica. Porém, um dia irá aprender que toda essa liberdade pode ter um preço muito alto.
A narrativa do filme é perfeita. A atuação dispensa comentários. A trilha sonora arranca suspiros dos espectadores. A história, é comovente, é real, é reflexiva, é cativante. Eu ainda diria, que é uma lição de vida. Como disse Rod Dreher, do New York Post: "Uma obra-prima indiscutível". Se você nunca assistiu, não perca mais tempo. Se você já assistiu, assista novamente tentando enxergar de outra forma, e você poderá se surpreender com o quanto esse filme pode nos deixar pensativos....

O tempo passa,o tempo passa mesmo...

Aproveitando o útimo post do Vinícius que fala da infância,ou seja,algo que passa bem rápido e que pra muitos,já é passado,quero aproveitar para convidá-los a reflexionar sobre uma letra maravilhosa de Oswaldo Montenegro.Ela  fala justamente de coisas que passaram em nossa vida,e nos leva a pensar sobre a mesma.

Boa leitura!

A Lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais...
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar...
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora?
Hoje é do jeito que achou que seria
Quantos amigos você jogou fora?
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender?
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber?
Quantas mentiras você condenava?
Quantas você teve que cometer?

Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você?
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver?
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você?

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Entre o passado e o futuro

Gostaria de começar esse texto, indagando o porque da nossa infância, talvez a melhor fase de nossas vidas, passar tão rápido? Quando somos crianças, queremos que o tempo passe voando, para termos nossas liberdades, mandar na nossa própria vida, conquistar a tão sonhada independência. O irônico é que, quando chegamos na fase adulta, queremos retornar aos dias que nunca deveriam se esgotar. Uma época sem preocupações, onde somente queremos brincar, correr, pular, se divertir. Não precisamos trabalhar, pagar contas, ter complexos e medos que são típicos de adultos, esses seres chatos por natureza. Ou seja, nunca nos decidimos pelo que realmente queremos, e ficamos nesse joguinho de pingue-pongue, pra lá e pra cá, igual a brincadeira da batata assada.
Aliás, você ainda se lembra das brincadeiras de infância? Lembra de como a vida era colorida e divertida? Hoje eu lembrava de tanta coisa que ficou pra trás.... Antigamente eu tinha o Clube do Bolinha, que foi fundado na caçamba de um caminhão velho. Chegava da escola louco pra ver Jaspion, Jiban e Jiraya. Pokémon era febre. Queria todos os cards daquelas criaturinhas maravilhosas. Brincava de pique-pega, pique-esconde, jogava bola na rua, ficava até tarde na rua sem medo de nada, porque não havia o que temer.
E o que vemos hoje em dia? Crianças criadas cada vez mais dentro de suas casas, nos seus computadores, em um mundo que te obriga a ter um contato mais virtual do que real. Nada contra os computadores, até porque sou muito ligado em tecnologia, e uso bastante computador. Mas, foi um gosto adquirido com o tempo, o que me deu a oportunidade de aproveitar a minha infância, como toda criança merece.
Quando a criança não está na frente do computador, está largada na rua, perdendo sua inocência, perdendo uma fase que nunca mais voltará. Abusos, trabalho escravo, são algumas das brutalidades que são cometidas contra crianças no Brasil, e no mundo.

Pobres crianças do novo mundo.... Se não cuidarmos delas, quem irá????

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

As perguntas que nunca calam

Minha gente, que falta de criatividade é essa? O que me assola durante os últimos dias que não me deixa pensar em algo para escrever? Meu último post foi no dia 20, e o espaço de 3 dias é muito relativo. Você se pergunta: como assim?
Pois bem. Por exemplo: 3 dias sem postar no blog é muito; já 3 dias para estudar para uma prova é pouco. Entenderam onde quero chegar?
Tudo é muito relativo, depende do ponto de vista que se enxergam as coisas. A situação atual do transporte coletivo no RJ, é muito relativa. Para os passageiros e motoristas, é péssimo ter que ficar estacionado num local terrível logo ali na Leopoldina, sem contar as milhares de vans e kombis que saíram de circulação. Para as pessoas que tem carro e todo dia tinham que enfrentar engarrafamento para chegar ao trabalho, isso soa como um alívio, já que a frota diminuiu consideravelmente. É difícil chegar a um ponto onde todos saem ganhando. Eu não diria que é impossível, mas chega perto de ser uma utopia. Sempre que um lado sai ganhando, o outro sai perdendo. É a lógica das coisas, a lógica da vida. Mas, faz parte da lógica da vida o fato de que tudo pode ser transformado, modificado. Então, a pergunta que não quer calar é: como fazemos para que todos possam sair ganhando?
O filme, "Uma mente brilhante", mostra a história de John Nash, que revolucionou as relações econômicas entre países, ao inserir uma teoria de que existe uma forma para que todos possam sair vencedores. Será que ninguém assistiu a essa obra-prima? Cadê as teorias do brilhante Nash, que ficou louco tentando revolucionar o mundo? Talvez ninguém dê ouvidos a ele, exatamente por ser louco.
Porque as pessoas não podem viver em paz? Que maluquice é essa de sair pisando em todo mundo pelo próprio bem-estar? Cadê o respeito aos valores mais tradicionais e importantes que são base na vida de qualquer pessoa?

Pergunto eu: Onde iremos parar????

Se alguém tiver a resposta para essa pergunta, deixe nos comentários, serei muito grato........

Ser Diferente é Normal

O que importa se você torce pro Flamengo e eu pro Botafogo?
É impossível saber quem está com a razão.O melhor é aquele que quando balança a rede,balança também a nossa emoção.
Por que discutir,se fulano é católico,você evangélico,e eu apenas acredito em Deus?O melhor caminho é aquele que,aos teus olhos,o sol parece brilhar mais.
De que adianta tentar convencer a todos que o meu estilo musical é o melhor?Seria em vão...
O seu coração não é tocado da mesma forma que o meu quando ouve tal som.
É inútil tentar encontrar um padrão de beleza.São as diferenças que enriquecem o mundo.Quão sem graça o mundo seria se só existisse o negro,ou só o branco,ou o oriental,ou o asiático,enfim...
São as nossas diferenças que nos tornam tão iguais.Por que todos temos algo de diferente,logo,todos temos algo em comum.
Não existiriam tantas brigas,desentendimentos e até mesmo guerras,se não tentássemos impor ao outro nosso ponto de vista.Discordar sem desrespeitar:esse deveria ser o lema.
Não há melhores,piores,mais belos ou mais feios.O que há,são as diferenças,e é claro,o modo como se vê.Nossos olhos são janelas,e cada um enxerga a paisagem á sua maneira.

(Luana R. Martins)