quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O reflexo do espelho

Falando diretamente, hoje comentarei sobre futebol. Esse esporte que é a paixão nacional, o símbolo de uma nação, que só se torna patriota a cada 4 anos quando acontece a Copa do Mundo. Seria bom se a Seleção Brasileira jogasse sempre, porque talvez esse espírito patriota do nosso povo durasse mais. Mas, isso não vem ao caso nesse instante.
Todo mundo sabe o quanto o brasileiro gosta de futebol. É uma das poucas coisas que trazem alegria a pessoas tão sofridas. É o nosso ócio, a fuga da dura realidade, uma chance de pensar somente no jogo, no momento, na felicidade de ver seu time ganhar, ser campeão.
Essa semana, por conta das eliminatórias sul-americanas e do jogo do Brasil contra a Bolívia no domingo, metade da rodada do Campeonato Brasileiro da Série A foi movida para a segunda-feira, já que nesse dia tivemos um feriado nacional. Todos os jogos começando as 16:00, um belo dia de sol, feriado, sinônimo de estádios lotados por todo o país. No Rio de Janeiro, o Botafogo recebeu o Avaí no Engenhão. Foi o vexame da rodada. Nada contra o Glorioso clube da Estrela Solitária, mas a diretoria vacilou feio. Dia das crianças, e a diretoria alvinegra convoca todas as famílias para irem ao jogo. Resultado: super lotação, falta de ingressos, muita gente do lado de fora do estádio sem conseguir entrar, confusão. Muita gente só conseguiu entrar no estádio no segundo tempo, quando resolveram abrir os portões para evitar algo pior. Mas, não pensem que isso é exclusividade do Botafogo. Esse ano, em Porto Alegre, no jogo entre Grêmio e Cruzeiro pelas semifinais da Taça Libertadores, aconteceu a mesma coisa. Existem inúmeros exemplos disso no futebol brasileiro, é só colocar a memória pra funcionar um pouquinho, que me faltaria espaço para enumerar tudo.
Infelizmente, esse é um mero retrato da nossa sociedade. De como as pessoas são tratadas com falta de respeito nesse país. Até mesmo quando as pessoas estão querendo se divertir, acontecem coisas desse tipo. Falta de planejamento e de respeito são coisas que não acontecem somente no futebol. O esporte acaba servindo de reflexo do que vemos no dia a dia.


Quantas vezes mais tragédias terão que acontecer até que alguém tome alguma providência? E ainda querem que a gente tenha calma....

2 comentários:

Rafaelsixpence disse...

Olá!
Gostei do blog de vocês!

Tive uma experiência curta com blog, mas tentem fazer uma social com outros blogueiros, ajuda na audiência. rs
E Vini, Google Adsense, partner do Submarino! Ganhar dinheiro tb é bom!

Abraços!

Vinicius Oliveira disse...

Valeu Rafa!
Pow, conheço poucos blogueiros, tentei com alguns que conheço. Se puder ajudar, agradeceria muito!
E ainda acho cedo pra Adsense rsrs Até pensei em colocar, mas quem sabe mais pra frente.
Abração!