quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Basta! (Poema)

Basta!
Já chega de pensar que não tem jeito.
Chega de achar que sonhar não faz sentido.
Chega de agir com naturalidade
ao ver o nosso povo sofrido.
Meu coração já não aceita mais
tanta corrupção e desigualdade.
Basta!
Chegou a hora da verdade.
Quero dizer que mesmo com todo esse mal,
a minha esperança não vão destruir.
Podem ser assassinos de sonhos,
mas os meus não deixarão de existir.
Basta!
Um povo calado é um povo morto.
E sei que mortos parecemos.
Mas um dia os mortos vão se levantar,
e vamos viver o que não vivemos.
Sei que parece impossível.
Mas enquanto houver sol,
eu terei um brilho no olhar.
E é esse brilho que impede
minha esperança de acabar.
E por fim, sei que ainda podemos fazer
nossa história mudar.

(Luana R. Martins)

“Os poderosos podem matar uma,duas ou três rosas.Mas jamais conseguirão deter a primavera” (Che Guevara)

Um comentário:

Simone disse...

adorei o poema, concordo, temos que mudar nossas atitudes, reagrupar nossas forças e lutar pror nossos direitos, chaga de corrupção..BASTA!!