segunda-feira, 25 de abril de 2011

Contramão

Não há mais o que dizer.
Eu estive exatamente onde você quis.
Não há mais o que perder.
Nem sempre acontece aquilo que se diz.
Não há o que pensar.
Eu fui até onde nem deveria ir.
Sem medo de errar.
Errei,errei e na dor,aprendi.
Não há motivos pra correr.
Somente o tempo colocará tudo em seu lugar.
Não há o que entender.
Julgando estar certa,eu cuidei,
me doei e amei você.
Eu quero,mas não tem porque chorar.
Assim como tudo na vida,uma hora,
isso também vai passar.

(Luana Martins)

4 comentários:

Rita disse...

Sempre linda minha amiga ....
Sensível e sensata.
Bj te amo

Rita Medeiros disse...

Já passou o temporal! Agora , pela frente, é só bonança. Bjs Mãe

Coração Geral disse...

bem que se quis...
...o que que a vida fez da nossa vida?

bela poesia, poesia bela. bela ela =)

Maria da Glória disse...

Que lindo!! Li, reli , me vi e lhe entendi ... aprendi a reinventar-me sempre que a vida pedir mais um pouco de mim...sigamos aprendendo!!!!!!!!Siga!!bjsssss